Grandes desafios para grandes distâncias – as pontes

Por todo o mundo e há muito tempo na história, a humanidade se beneficia de pontes, construções belas e extremamente úteis. Podemos citar algumas conhecidas, como a Golden Gate Bridge (São Francisco – EUA), a Sydney Harbour (Sydney – Austrália), a Tower Bridge (Londres – Inglaterra) e também as brasileiras Ponte Estaiada (São Paulo) e Ponte do Rio Guaíba (Porto Alegre). No entanto, muitas outras grandiosas construções merecem ser lembradas. Algumas delas sendo verdadeiros desafios e obras-primas da engenharia, como o Viaduto de Millau (Millau – França), que enfrentou a altitude da construção e deslizamentos de terra. Dificuldades também são encontradas em muitos outros projetos.

Seja criando novos caminhos, ligando lugares ou permitindo a passagem e a travessia de pessoas ou veículos, as pontes precisam cuidar da segurança e da funcionalidade entregue a quem irá utilizá-la. Uma estrutura bem feita dura por anos e integra a paisagem, tornando-se marca registrada. A composição das pontes é diferente de outras obras, uma vez que possui características próprias em seu processo, como o cuidado com as cargas que irão ser suportadas. Para o sustento de uma ponte, por exemplo, os cabos responsáveis por esse trabalho são fabricados com milhares de fios, e não apenas um, criando os cabos de aço. Um projeto adequado com visitação e estudo do local da obra é o 1º passo para o sucesso, afinal, até mesmo os ventos podem interferir. Uma logística impecável envolve todos os pontos para que a obra seja concluída com precisão e segurança para que, no futuro, haja confiança na utilização da ponte. 

Ao passar por alguma ponte, no Brasil ou em qualquer lugar do mundo, lembre-se da grandiosidade desses projetos e admire a beleza e a utilidade dessas obras!

Compartilhar

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz