ROHR é escalada para entrar em campo no estádio do Flamengo.

whatsapp_image_2017-01-03_at_20.52.32Isso mesmo. Mas, em vez de jogar futebol, iremos fazer o que mais entendemos: dar sustento a obras de grande porte oferecendo agilidade, tecnologia e qualidade em cada processo. Vamos entender um pouco mais sobre do que se trata as reformas.
Agora, o alçapão do estádio do Flamengo terá setores sem cadeiras. O setor norte e parte do sul assumirá esse tipo de estrutura. Outra mudança será na distância entre a arquibancada e o gramado. O público ficará mais perto, sendo que no setor oeste a distância será apenas de 6 metros. Tudo isso dará um ar de caldeirão ao estádio. “A concepção do estádio, com arquibancadas bem próximas ao campo, é nossa. Hoje, aprovamos a contratação da empresa que vai fazer a montagem. No setor norte não vamos ter cadeiras, em parte do sul também não. No oeste vai haver cadeiras, mas com a arquibancada mais próxima do campo no Brasil, de acordo com as normas da Fifa e com as liberações da Polícia Militar e dos Bombeiros, evidentemente “, explica Rafael Strauch, vice-presidente de administração do Flamengo.
A ROHR foi contratada para o projeto e se prepara para entregar o melhor serviço a jogadores, torcedores e todos os demais envolvidos que serão impactados com essa obra, para que ao final possamos celebrar o sucesso de toda a reforma.

Projeto da arquibancada do Estádio Luso-Brasileiro, onde o Flamengo mandará seus jogos (Foto: Divulgação/Flamengo) Fonte: G1

Compartilhar

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz