Produtividade e gestão: os segredos de uma obra bem-sucedida

BLOG07O planejamento é essencial para o sucesso de qualquer empresa e executar um projeto é uma tarefa complexa. Por essa razão, é importante que profissionais capacitados se responsabilizem pela gestão do empreendimento, acompanhando todas as etapas do processo e garantindo o bom andamento da operação.

Esse cenário não é diferente na construção civil, pois as obras também são executadas por um tempo determinado. Elas necessitam de planejamento para que sua execução seja realizada com qualidade e o objetivo final seja atingido.

A produtividade e a gestão interferem diretamente no sucesso de uma empresa. Para que você entenda melhor o impacto que elas têm em qualquer tipo de organização, vamos explicar o que cada um significa e como elas são empregados em obras de sucesso. Confira!

O que é a produtividade em uma empresa?

A produtividade pode ser designada como o resultado de um projeto que deu certo, ou seja, algo que foi rentável para a empresa. É a relação entre os recursos utilizados, os meios e a produção final.

Esse termo está diretamente relacionado à eficiência de uma organização: falhas na produção, quando não corrigidas, levam a prejuízos na produtividade. Ela não está associada somente a maior quantidade produzida, mas também à qualidade dos produtos, serviços e mão de obra.

O que significa gestão aliada ao sucesso?

A gestão pode ser definida como o gerenciamento de qualquer tipo de organização. Ela está diretamente relacionada com a produtividade. Os gestores elaboram e implementam planos de negócios sempre com o intuito de obter maior lucro para a empresa. Sem uma gestão de qualidade nenhuma organização terá futuro.

Como a produtividade e a gestão se aplicam nas obras?

Uma obra também é um tipo de organização, pois, afinal, ela é uma “empresa” temporária com um objetivo final. Por isso, os conceitos de produtividade e a gestão podem se estender a ela. Mas como eles se aplicam na prática?

Toda obra possui um planejamento, um prazo a ser cumprido e um objetivo final. A produtividade entra nesse campo não para obter lucro, mas para utilizar ferramentas que auxiliem em um melhor desempenho do projeto. Os índices obtidos no canteiro podem ser melhores se ocorrerem intervenções pontuais no processo construtivo.

A produtividade na construção civil está intimamente ligada ao bom uso dos recursos materiais, como máquinas, mão de obra e equipamentos.

 

Já a gestão de uma obra precisa ser avaliada através de uma maneira global, visando englobar todos os processos envolvidos e a dependência que ocorre entre eles. Deve-se ainda analisar a gestão local, com o intuito de estudar processo a processo para encontrar a melhor solução.

 

Como exemplo podemos citar o processo de concretagem de uma obra, que possui: processo de forma, processo de cimbramento, processo de concretagem, processo de descimbramento, processo de limpeza, etc.

 

A gestão no canteiro de obras não está relacionada somente às técnicas de produção, mas, sim, à administração das diversas atividades que estão entrelaçadas e necessitam de êxito na execução. O gestor de obras precisa ter conhecimento sobre todas as atividades que estão sendo desenvolvidas e montar um planejamento adequado a partir disso. Dessa forma, ele terá a garantia que o projeto será realizado dentro do prazo, respeitando os custos, aumentando a produtividade e atendendo aos padrões de desempenho e qualidade desejados.

 

Por isso, é importante que se tenha cuidado com o material de terceiros nos processos de montagem, desmontagem e transporte, para que os custos com indenização na devolução sejam minimizados e não comprometam a rentabilidade da nova obra.

Compartilhar

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz